Publicada em: 28/12/2015 - 08:00, por Paulo Mendes da Rocha

A A A

Habitat humano

O habitat humano não existe na natureza por si; tem que ser construído, e a construção desse habitat é justamente, atualmente, o objeto fundamental da arquitetura pela sua história como genealogia de um conhecimento que pouco a pouco se transforma nesse novo horizonte. O olhar sobre a transformação da natureza para torná-la efetivamente habitável, porque por si não é." 

Nascido em Vitória, no Espírito Santo, em outubro de 1928, Paulo Archias Mendes da Rocha tornou-se arquiteto e urbanista em São Paulo, cidade que o adotou com muito carinho. Um de nossos talentos modernistas de maior destaque, Rocha pertence geração liderada por Vilanova Artigas e foi "redescoberto" pela mídia especializada nas últimas décadas. Vencedor do Prêmio Pritzker- o mais importante na arquitetura mundial- em 2006, é autor de projetos polêmicos que não raro dividem a crítica especializada, mas que, igualmente, se tornam objeto de adoração por parte de muitos.

Formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo, em 1954, foi influenciado por Artigas desde seu primeiro grande projeto, o ginásio do Club Athlético Paulistano, onde usou o concreto armado aparente, grandes espaços abertos, estruturas racionais, entre outros elementos que viriam a caracterizar a chamada "Escola Paulista", dentro do espectro da arquitetura moderna no país. Entre os prêmios mais recentes que recebeu cabe destacar: Prêmio do Ministério da Cultura Brasileiro (1998), I Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-Americana (1999) e o 11 Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-Americana (2000). Em 2006 recebeu o Prêmio Pritzker, da Hyatt Foundation. 

Aqui, empresas e projetos ganham espaço

© 2017 Revista ED. Todos os direitos reservados - Parceria Sistemas.

Ou entre em contato pelo telefone: (54) 3045-6520